18/11/2009

Capítulo 13 - Supresa!

Não sabia como aceitar essa ideia. “ - Não, é somente coincidência”, foi o que pensei tentando abafar esse novo drible do destino. Como alguém poderia saber ou imaginar o que ia acontecer na minha existência e escrever tudo isso? Ao menos estava explicado o porque de eu ficar nervoso quando o tocava e isso era mais um motivo para me deixar mais preocupado ainda. Será que a minha morte também estava escrita lá? Será que vale a pena saber como iria morrer? Ou se isso for pura coincidência, eu não estaria me preocupando a toa? Quanto mais pensava nisso, mais perturbado ficava. Decidi continuar a leitura desse intrigante livro. Nesse novo capítulo Bernad conversava com uma garota chamada Marttha. Ele estava apaixonado por ela. E ela por ele. Fechei o livro novamente. Será que essa Marttha representava Sophie? Será que na realidade, toda essa amizade por parte de Sophie era uma máscara e, assim como eu, ela também me amava? “ - Deixa de ser bobo Enzo, isso é só um livro”, pensei antes de me prender a brilhante ideia de ir e me declarar a Sophie. Não resisti. Quando menos esperava, estava parado na porta de sua casa. Fiquei alguns minutos, parado, pensando no que ia dizer ou fazer. Para piorar a situação, começou a chover. Não me importei com o vento gelado ou com as grossas gotas de chuva caindo sobre minha cabeça. Eu estava em Paris - França. 1985. Era outono e chovia bastante naquela noite. Noite em que a minha vida deu mais uma volta. Noite que me aguardava grandes surpresas. Meu coração começou a acelerar e uma sensação estranha tomou conta de mim. Por dentro eu estava quente. Aquela situação fazia com que o meu amor por Sophie fosse representado por pontadas nas costas e um fogo diferente passava pelo meu estômago. Por fora estava frio. Frio, não só com a chuva pesada, mas pela incerteza no que aquele ato iria resultar. Fechei os olhos. Bati a porta. Sophie atendeu. Reveja: Capítulo 1 Capítulo 2 Capítulo 3 Capítulo 4 Capítulo 5 Capítulo 6 Capítulo 7 Capítulo 8 Capítulo 9 Capítulo 10 Capítulo 11 Capítulo 12 Pauta para Anti-Verbal Colunista: James Pimentel :D

5 comentários:

Luan Fernando disse...

Tomara que seja verdade, que Sophie seja realmente apaixonada por ele. Seria perfeito.
Agora é espera para ver o que ele vai falar...

Aline Lopes disse...

Como seria perfeito se o amor fosse confirmado.

Fica com Deus

Beijoss

Rafa Cullen disse...

Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaawnt! Ela tem que gostar dele, simplesmente TEM! *-*' Me matou de curiosidade aqui! Se eu tiver um ataque do coração e morrer a culpa é sua! -qq oO'
Beeeijos ;*

Beatrix disse...

quero maaais... *-*

Jéssica Trabuco disse...

Seu livroo?? Serioo? *--*
Gostei da leitura desse capítulo 13, mas vou começar do início (é mais lógico neh? kkkk).

(: