26/12/2018

Cinco dicas sobre o que fazer antes de se mudar pra casa nova

Depois de quase um ano sem aparecer, eis-me aqui novamente. Olho pra esse blog hoje e vejo o quanto mudei. Muita coisa evoluiu em mim, como o jeito de ser e maneira de enxergar o mundo, e fico muito muito feliz em continuar recebendo visitas assíduas nos meus posts, que representam o meu eu do passado.

Hoje, com 27 anos (completo 28 mês que vem), estou numa fase importante da vida adulta: me preparando pra sair da casa dos meus pais e morar sozinho. Decidi compartilhar com vocês cinco dicas importantes de como se preparar pra esse grande acontecimento. Algumas coisas eu não fiz e listo aqui pra que não caiam no mesmo erro que eu:



1. Faça um planejamento financeiro a longo prazo

Sair da casa dos pais e morar sozinho pode parecer uma realidade distante HOJE, mas ela irá acontecer em algum momento da sua vida. Então, é preciso se planejar pra esse dia. Mudar de casa não é barato. É preciso comprar móveis, itens de decoração, aparelhos domésticos, enfim, muita coisa. A dica então é: abra uma poupança e vá depositando certas quantias sempre que puder, desde que seja um compromisso mensal ou até quinzenal (inclusive essa é minha meta pra 2019).

Assim que esse esperado dia chegar, ter uma boa quantia guardada vai te proporcionar muito conforto na hora de fazer as compras pra casa nova.


2. Não tenho dinheiro guardado, e agora?

Este foi o meu caso. Sempre tive a ideia de poupar dinheiro pra fazer móveis planejados (já que vou morar em apartamento) mas nunca coloquei a prática. Faltando alguns meses pra mudança, comecei a adquirir os itens mais essenciais pra MINHA sobrevivência (você pode ir comprando de acordo com o que achar melhor) e fui parcelando alguns no cartão e outros à vista. Hoje, duas semanas antes de mudar, tenho televisão, sofá, cafeteira, air fryer, cama e fogão. Logo na primeira semana de janeiro vou aproveitar as promoções pra comprar a geladeira e estou pronto pra entrar em casa. E é sobre isso a próxima dica...


3. Comprar móveis na internet é mais barato!

Nesse início de ano muitos sites de comprar na internet oferecem descontos incríveis e você ainda pode utilizar são os famosos cupons e ter mais descontos ainda. O site Cupom Válido reúne um portfólio com mais de 400 lojas online que você pode adquirir seus produtos de casa nova com um preço bem baratinho. É muito simples de usar: no campo de busca do site,  basta procurar a loja que você quer realizar a compra e escolher o cupom oferecido. Não precisa fazer cadastro e você pode usar toda a variedade de cupons quando quiser. Gente, esse site facilita a vida DEMAIS!


4. Almoço Open House

Isso mesmo. Minha dica é: se você tem muitos amigos como eu, não realize o tradicional chá de casa nova e use o dinheiro pra investir em outras coisas. Ao invés disso, faça uma lasanha num domingo, com arroz e salada, compre uma coca-cola, chame um pequeno grupo de amigos e diga a eles que se trata do Almoço Open House. Como serão poucos convidados você pode chamar só aqueles que com certeza te ajudarão levando presentes e não correrá o risco de envolver tantos ciclos diferentes de amigos em um só lugar, ou seja, você vai conseguir dar atenção pra todo mundo, não terá que gastar com doces, decoração de festa e bebida alcoólica, e pode receber presentes fazendo o mesmo evento em uns quatro ou cinco domingos diferentes. Maravilhoso isso, não?


5. Não tenha pressa

Todo mundo sonha em ter sua casa arrumadinha, cheirosa, com móveis de qualidade, tudo funcionando direitinho, mas, se você tiver pouco dinheiro como eu, os itens básicos já vão ser suficientes pro começo. Aos poucos você montando sua casa/apartamento até ficar a sua cara. É só ter paciência, poupar grana e ter um novo lar tão feliz quanto era o antigo.

Espero ter ajudado.
Abraços, até a próxima!


14/03/2017

Apaguei suas mensagens do meu WhatsApp



Mais doloroso do que evitar abrir sua janela e desejar bom dia, mais do que ter que se segurar para não perguntar se está tudo bem, mais do que ter o autocontrole de se embriagar e não te ligar novamente, essa semana apaguei suas mensagens do meu WhatsApp. Foi como se eu estivesse dando um ponto final na nossa história que mal começou, como se eu estivesse cortando o fio que nos liga (um fio que só eu via), como se estivesse matando alguém dentro de mim, alguém que gostaria que estivesse vivo.

Antes de apagar, reli tudo. Não consegui evitar um sorriso de saudade quando você falou que era gostoso o som do meu sorriso, de que a cor azul ficava boa em mim e aquela vez que você mandou uma foto minha (muito feia!) para o seu próprio celular dizendo que gostou dela. Prefiro que elas fiquem marcadas na minha mente (e vão ficar), mas não mais no meu celular. Na imaginação meu coração flutua. Na realidade, lembranças sem continuidade torturam.

Vou deixar você bater as asas e voar. Não que a minha vontade fizesse alguma diferença na sua decisão, mas aceitei o fato de que se você quisesse estar comigo, estaria. Se realmente gostasse de mim, faria mais esforço pela gente. Se eu fosse realmente seu remédio para solidão, tomaria doses e mais doses de mim, sem enjoar. Dessa vez, acho que chegou ao fim.

Acho! Bem no fundo resta ainda aquele respingo de esperanças que você abra os olhos e perceba a oportunidade de recomeçar que a vida te deu. Uma nova vida, nova rotina, novas pessoas. Já pensou nisso? Podem passar dias, semanas, meses, mas quando estiver cansado do voo, lembre-se que meus ombros continuam sendo um ótimo repouso e que podemos ter nossas longas conversas introspectivas, regadas de sorrisos descontraídos e leveza.

Leveza. Se para você não está leve, será que não existe algo errado aí?

“Não demora, não. Hoje apaguei nossa conversa e talvez amanhã nossos caminhos podem me levar a apagar você de vez do meu coração. Fechei a porta, mas a janela continua aberta. Você sabe onde me encontrar!”. 

Desejo ardentemente que você reflita nessas palavras enquanto as apago. Palavras essas que nunca deveriam ter sido enviadas pra você.