20/11/2013

A culpa não é da lua

Olhei pro céu como de costume e vi que a lua estava cheia e brilhante. Involuntariamente lembrei de você, dos planos que tínhamos feito sempre que ela estivesse assim; de ir até a sacada do prédio observá-la enquanto ouvíamos mpb e tomávamos uma taça de vinho. Daí um mar de lembranças invadiu minha mente e todas me levaram a presenciar de novo o seu sorriso e a forma tímida como me olha nos olhos, da sua voz sem jeito e do toque quente das suas mãos no meu corpo. Tudo isso me fez mal, porque lembrei também que a lua que observo sozinho é a mesma que abrilhanta sua noite com seu novo amor. Fiquei mal, mas a culpa não é da lua. A culpa é minha por amar de mais alguém que nunca foi meu.

2 comentários:

Suzi (Vulgo, Emilie) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Suzi (Vulgo, Emilie) disse...

E a gente: ou se acostuma ou dá um jeito de esconder esse sentimento num baú.