29/12/2011

Tesão proibido

Maria. O pecado exala pelo seu corpo como perfume de flores, atraindo a presa para o golpe de misericórdia. Veneno que mata quem consome e enlouquece quem não experimenta. Meus olhos te fitaram entrando no baile. Seus pés tatuados, suas coxas a mostra, seu rebolado peculiar me chamaram atenção. Mas foi  o vestido vermelho com costas nuas que deu o tom perfeito de sensualidade, motivo suficiente para  cometer um crime abusando do seu eu. Sei que esse é o teu jogo mortal, mas não importa; quero na verdade deliciar-me no teu suor, no teu prazer e no teu gemido.

A música toca. No ritmo de lambada teu vestido sobe delicadamente, exibindo ainda mais suas lindas pernas, revelando mais uma tatuagem. Seus cabelos balançam no ritmo do teu corpo te deixando cada vez mais sensual. Nessa hora saliva escorre pela minha boca, meu corpo não respeita mais os meus próprios comandos e o seu olhar penetrante, convidativo, me lança o golpe final. Fui possuído. Eu sou teu.

Texto inspirado nesse clip.

4 comentários:

Lucaas Rolim disse...

como sempre me surpreendendo ;)
crônicas assim me fazem imaginar cada momento como se vivido por mim... aí o final me deixa doidim pra saber o que vai acontecer! hehe
tipo, era legal se tivesse uma segunda, ou quem sabe até uma terceira parte dessa crônica!
o que será que a mulher de vestido vermelho vai fazer?...

Nathy disse...

Você sempre escrevendo perfeitamente bem sobre qualquer assunto. Quero que saiba que sempre passo pro aquim mas às vezes não comento: ás vezes por preguiça, mas na maioria por não saber o que comentar. Seus textos deixam a gente sem palavras...rsrsrs
Um ótimo 2012 pra vc tbm!!!

Beijos!

Debbys disse...

bacana, muito bom o texto! =]
feliz ano novo moço!
bjs

Hiagoandrade disse...

voocÊ como sempre surpreendendo, parabéens *_*