29/07/2010

Voar, voar, voar!


Sem mais nem menos meu namorado liga dizendo que está de viagem e pede um tempo no nosso relacionamento. Seria normal e menos dolorido se nesse mesmo dia não fosse o meu aniversário. E bem no meio da minha festa de 15 anos. Não consegui mais me alegrar nem com os 381 presentes que ganhei. Meu coração estava duro e a tristeza tornou-se a minha companhia naquele resto de noite.

O mais dificil era permanecer com um sorriso no rosto enquanto meu mundo desmoronova. Depois que tudo acabou eu só queria um lugar para me encostar e chorar.  Desesperadamente. Botei a cabeça no travesseiro e emiti essa frase em sons mudos nas lágrimas que escorriam dos meus olhos inchados:

- Senhor Jesus, Tu sabes o que se passa no meu coração nesse momento. Dá-me novamente um motivo para viver.

Adormeci. Sonhei.

Uma sala escura era o lugar onde eu estava agora. As paredes eram pintadas com astros e estrelas que davam uma sensação de estar no espaço. Uma paz igual eu nunca havia sentido antes tomou conta do meu corpo. Flutuando... Era assim que me sentia.

No canto da sala havia uma caixa de papelão, lacrada. A curiosidade sempre foi o meu defeito e ela estava ali, chamativa, convidando-me a abri-la. Não hesitei, e com uma força sobrenatural consegui romper todos os lacres. Uma luz intensa surgiu do interior da caixa e fui absorvida por ela. Seria um momento de pânico para qualquer pessoa. Para mim foi o melhor começo do resto da minha vida. Eu não queria sair dali jamais.

A sala fria deu lugar ao céu azul. Os pássaros passavam desacreditados ao meu lado, as nuvens formavam um tapete esperando pela minha chegada. Eu estava voando. Voando quando tudo parecia o fim. Voando quando ia começar a desacreditar na vida, nos amigos,  na família e em Deus. Voando quando o que eu mais queria era morrer. Voando sem depender do meu namorado. Voando.

Ao meu lado estava um homem. Vestido de branco, rosto iluminado, cortes nos pulsos e nos pés. Era Jesus. O meu Jesus.

- Você não queria um novo motivo para viver? Estou lhe dando agora. Vooooooooooooooooooooooooooooe...

Jesus lançou-me no meio do céu. Pude perceber então que a única pessoa que realmente se importava comigo era Ele, e, mesmo não dando sempre a atenção que merecia, Ele estava ali, ao meu lado, no momento mais difícil pra mim. Continuei voando. Agora meu mundo tinha dado um giro completo para a felicidade genuína.

Despertei. Pronta. Pronta para uma nova vida. Meu celular tocou, era Kelly, minha melhor amiga. Ela perguntou como eu estava e eu não consegui dar outra resposta:

- Sabe porque sobrevivi na noite em que me fizeram isso? Eu pude voar nos braços do meu amigo Jesus.

Desliguei o telefone. Sobrevivi a um pesadelo. Agora era eguer a cabeça e voar novamente.

11 comentários:

Mone Laudelino disse...

Muito maaaasssssssaaaaaaa.

Show de bola.

Parabéns.

Bjinhos.

Camilinha, disse...

Assim, sei que estamos "concorrendo" pelo bloínquês, mas é que gostei tanto da tua história! Falar do amor do nosso Pai é sempre maravilhoso. Meu texto tem fundo pareciido com o teu. Fico muito feliz ao ver que cada dia mais jovens tem tido coragem pra falar de Deus e de tudo o que Ele nos dá e principalmente do amor D'Ele. Ele é o centro de tudo :D

Italo Stauffenberg disse...

Ótima interpretação. Muito boa mesmo. Fico imaginando esse dia, o dia em que me encontrarei com Jesus na glóriia! Que dia, o mais aguardado por mim. E essa foto me lembra a caixa de Pandora, o mito, não sei pq?

E sim, o versículo é muito aberto e para muitas interpretações. saiba que respeito tua opnião car e não fiquei nem um pouco magoado e talz. O fato é que o blog foi feito para compartilhar textos pessoais e inventados. Não é totalmente meu, como este teu? Entende-me?

Mas sou grato pelas tuas dicas que tá aqui a mais tempo que eu. Fica na paz.

Taw disse...

Pra quem busca esperança, realmente não é necessário entregar muitas coisas para que ela a desenvolva em si, e volte a se motivar.

:)


;)

@juusep disse...

AA *-* Boa sorte! Porque realmente ficou bom1

Naty Araújo disse...

Muito bom, James...
É sempre bom aprender a voar e superar as perdas.
Gostei do texto e eu jamais teria essa ideia pra essa imagem...

Bom demais!
Beijos

Carolina Hermanas disse...

Nossa, está ÓTIMO,MARAVILHOSO,TOCANTE *_*
Lindo demais.Quero voar também,comofas? AHUAHAUAHAU! Sério,muito lindo :)



Beeijinhos!

Marcos Almeida disse...

Um texto absurdamente profundo meus parabéns pelas belas palavras. Abraços do menino em fragmentos.

Clara disse...

Eu conheço uma pessoa que passou por um problema assim.. mas não era uma adoescente. Era uma moça que namorava a muito tempo e que o namorado terminou com ela, no meio de uma festa. Assim, do nada. Para curtir.

E ela superou, como a menina da sua história. =D

bjoooos

Italo Stauffenberg disse...

Não sei se curte, mas recebi e tentei passar pros que acho melhores! *-*

Selo pra ti lá no blog, passa lá e dá uma conferida.

Abraço.

http://manuscritoperdido.blogspot.com/2010/07/selo-deslumbrante.html

' Dany disse...

Infelizmente, muitas vezes estamos tão cegos com nossas preocupações que acabamos esquecendo que Jesus nos espera no jardim, para voarmos com Ele.

- Voooooooooooooooooooooe!

~ arrazou. :)