10/07/2010

NAS ESQUINAS DA MORTE

 Foto veio daqui

Na Rua Stainer. Todos os dias, depois da aula. Ela regava as plantas enquanto eu passava em meu skate ingerindo sua beleza com meus olhos gulosos. Era ela a mulher da minha vida. Porém, uma total desconhecida. Sua história? Um mito. Seus fantasmas? Algo que apavorara até a mim.

Mais um dia saí da escola, ofegante. Meu coração quase parou quando viu aquele aviso de luto na casa. Entrei. A morte levara aquela beleza avassaladora ao caixão. Sai correndo, sentado no skate, mãos na cabeça, esperando a morte chegar no próximo trem e levar-me a estação onde minha amada esperava.

Eu disse que só iria postar domingo, mas ontem tive um insite e escrevi esse texto pro palavras mil. Espero conseguir algo lá.
Esse texto é da série Cem Palavras. Pode contar, existem exatamente 100 palavras ae. Sei que fica aquela sensação de detalhes, mas o bom desse jogo é se testar a fazer do blog um twitter, rs; bom é isso!

10 comentários:

Clara disse...

Que trágico! oO

Escrever textos curtos é uma habilidade que poucos têm. Gostei da história, já vi outras desse tema. É legal ver como as pessoas são diferentes e são capazes de das vários sentidos pra uma foto...

Já disse que adorei a cara nova do seu blog, neh? Fico feliz de vc não ter parado de escrever suas histórias :)

Felipe disse...

Concordo. Você tem uma habilidade incrível, eu não conseguiria.
Ótimo conto. Ele mostra que não podemos perder tempo e temos que fazer algo naquela hora antes que seja tarde e que o nosso amor vá embora.

Tiêgo disse...

Ficou incrível, James! Lembra daquela vez em que você também escreveu um nesse mesmo estilo, que eu não achei muito bom? Pois você conseguiu superar! Ficou intenso, trágico no final, bem a sua cara! De abrir milhares de possibilidades com apenas uma foto. Muito bom, mesmo!

:)

cássia vicentin disse...

adorei. lembrei do livro O Leitor, não sei por que.
beijos

Erica Ferro disse...

Tragicamente bonito.

Ai, mas dói. Já pensou você "namorar" alguém com os olhos, nunca ter coragem de falar com ela e, de repente, saber que realmente nunca poderá falar com ela, porque ela morreu? É realmente horrível.

Ficou massa!

Beijo.

Tânia disse...

HAAH .. vooce arrazaria até com cem letras (oO).
beeijos.

Clara disse...

que tristeeeee =(

Irene Moreira disse...

Uma arte, um dom poer se expressar tão bem com cem palavras.
Parabéns!
Bjs

Debbys disse...

não gosto de twitter, mas achei q vc conseguiu escrever super bem no limite de 100 palavras.. xD
bjsss

Sandra disse...

Simplesmente lindo.Muitas vezes não precisamos de mil palavras para expressar o que sentimos e pensamos.
Parabéns. Tbém estou participando com a interação de amigos. Vou te esperar por lá.
Sandra
http://sandrarandrade7.blogspot.com

Carinhoamente,
Sandra