23/02/2010

A LOVE STORY

Era um ritual chegar da faculdade todos os dias e deitar na minha cama abraçada com a almofada que você me deu de presente quando fomos a Londres. Naquela tarde de outono, o vento trazia o cheiro suave da terra molhada, as folhas se prendiam em nossos cabelos e a paisagem de árvores desfolhadas fazia daquele momento mais mágico ainda. Ali, embaixo da London Eye, você se ajoelhou, pego uma rosa do bolso da sua camisa e me pediu em casamento. No momento eu fiquei sem palavras, esperei tanto por esse dia que a surpresa me cativou de tal maneira que não sabia como reagir. A única coisa que saiu da minha boca foi aquela frase que por vários meses ensaiei, pensando em pronunciá-la em meio aos nossos amigos e familiares, mas que cabia perfeitamente naquele momento: "É um sonho que está sendo realizado. Sim, eu aceito". Você se levantou, passou os dedos entre os meus cabelos, olhou fixamente nos meus olhos e no meio do “eu te amo” nos beijamos ardentemente. Naquela mesma noite, em clima de eterna paixão, pegamos vôo de volta ao Brasil. Eu tinha a faculdade e você os seus dois empregos. A correria do dia-a-dia nos separou. Sua ausência fazia meu peito chorar de alegria em ouvir novamente pelo telefone a sua voz rouca e suave. Deus acertou quando nos fez um para o outro, mas nós erramos quando decidimos fazer uma aliança ainda não estando no tempo certo. Quem sabe um dia isso mude? É, quem sabe?! Ao menos continuamos amigos, mas meu coração palpita mais forte quando ouço sua voz, minhas pernas ficam bambas quando você aparece na minha frente. Fico muda ao sentir seu hálito gélido, o toque de sua mão nas minhas, o cheiro chamativo da sua pele. Mas entendo que eu não faço o seu tipo como você mesmo disse. No início achava que a vida tivesse pregado uma peça em nós, mas eu estava errada. Não entendi a sua covardia quando não me falou que gostava de homem também, mas isso não importa. Não mais. Só me resta esperar ansiosamente as vezes que você liga pra mim para me falar de seu namoro. Agora o telefone preto é a minha companhia. Permaneço morta enquanto ele não toca e volto à vida quando ele entoa o som do seu chamado, não mais para um beijo. Infelizmente.

Pauta para: Bloíquês (1ª participação) e O.U.A.T

Cara, se colocar no lugar de mulher é difícil hein? Espero que as moderadoras pensem nisso quando forem me dar a nota, rs! Confesso que já escrevi textos melhores, podem falar a verdade. Enfim, escrevi rápido, era pra eu estar lendo uma outra coisa. Fazendo trabalho-prova na verdade =/
Consegui podium mais uma vez no blogueando e no ouat. Espero que nenhum deles nunca acabe, adoro escrever contos, rs! Tenderu né? kkkk \õ
Hoje a morango bigoduda sai do BBB acho pouco
Bom é isso. Essa é a semana do amor aqui no cão sem plumas, rs! A pauta do blogueando dá pra fazer assim e a do blorkutando é exatamente ela. Até o próximo post então, abração!

15 comentários:

Mel disse...

Nunca consigo escrever um texto como se fosse um homem, realmente é difícil, mas você conseguiu! Parabéns pelo blogueando. Me surpreendi com o motivo da separação dos dois, triste e diferente. Adorei o texto, beijos!

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Complicado mesmo colocar-se no nosso lugar.
Pareceu-me nesse casó aí uma certa falta de maturidade dos dois.
Tipo um amor e uma cabana não dá, né? Há de se ter uma vida planejada e bem construída para se viver a dois.
Eu, pelo menos, penso assim...

Beijo

=)

Danii Ferreira disse...

aa, é mo complicado essa coisa de um ter que ficar ausente por outros motivos e tal'.
:x
aa vos se deu bem colocando-se no lugar de uma mulher (:
não sou eu que vou avaliar os textos dessa edição, mas Boa Sorte :D

patyemo disse...

Nossa ficou muuito bom.
E o final muito surpreendente.

bju:)

wesley iogi disse...

James meu queridão, não sei o que dizer sobre esse texto. Não curti muito não, desculpa a sinceridade.. mas acho que esse tipo de opinião é boa, eu gosto, me ajuda a entender aonde peco mais. Assim podemos trabalhar pontos falhos.

Jess The Drama Queen disse...

Escrevo historias no meu blog New Legends. Estou na 5 ª história, e conto ela em 1ª pessoa, sendo o narrador um garotão de 17 anos... é difícil pensar como o sexo oposto, mas é divertido

^^

parabéns

TeXucoO disse...

Muiiitoo bom!
Eu me senti ela enquanto você falava...mas depois que soube que o cara corto pro outro lado não me vi mais lá
ahsuahishaihsahsai

Beijo
Boa sorte mano *-*

Yasmin F. disse...

Adoreiiiiiiii seu texto... mto bom...
só não gostei do final - no qual ela vive porque ele existe!!

bjoo

Bárbara Garcia disse...

Eu imagino como deve ser difícil para você escrever um texto romântico desses do ponto de vista de uma mulher (para mim já é difícil :P). Eu gostei bastante, e envolve Londres um lugar que eu quero muito conhecer (só acho que a menina poderia esquecer o cara logo :/)

Ah, "A menina que roubava livros" começa mesmo complicado e devagar, mas depois fica muito bom e você se liga bastante as personagens.

Beijos.

Luh* disse...

Muito bom, mas eu não consigo escrever com base em temas! tipo: luh escreve sobre morte, tipo não rola, eu gosto de escrever o que to afim, nada de temas!
beijos

Rebeca Rocha disse...

HAHA'
Parabéns pelo podium no blogueando, você é realmente um dos melhores!
Adorei o texto!!
AH, eu te linkei nos meus blogues favoritos! *-*

sarah disse...

muito dificil mesmo se passar por uma mulher, sentir seu coração .. tentar a decifrar ou então seus sentimentos..

mas você se saiu muito bem! parabéns,
momentos únicos são inesquecíveis.

Tiêgo disse...

Cara, às vezes eu me questiono sobre a sua capacidade de ser versátil. Nossa, James, você consegue fazer de si mil faces! Eu acho isso tão incrível! Adorei o texto!
Ah, e li sue texto aqui de baixo. OWN, vocÊ vai fazer letras-francês! Eu amo francês, eu falo quase fluentemente!

Abraço :*

Suh disse...

passando pra fazer uma visitinha =]
e dizer que mudei o endereço do meu blog =]

agora é >
http://susansoares.blogspot.com/

bjs fik com Deus!

Jess The Drama Queen disse...

HAAHUAHAUAHUAHAU Pelo seu comentário vi que visitou meu blog de POESIAS... não o de histórias

O_O

o de historias é esse http://newlegendsdramaqueen.blogspot.com/

e não é drama... é comédia que eu escrevo

mas obrigada pela opinião em meu poema :)