17/12/2009

Sociedade Negra

A paz é um dos temas mais discutidos em todo mundo. Mesmo quando o título não aparece explicitamente, nas entrelinhas ele se faz presente. Paz com o aquecimento global, a paz da comunicação, a paz dentro do senado brasileiro... enfim, o estado de paz é bastante ambicionado por toda a sociedade. Porém, distante desse bem pacífico e prazeroso, a maioria dos que pedem a tão sonhada paz são os mesmos que cometem crimes horripilantes, dignos de Hollywood. Ultimamente, um menino de apenas dois anos de idade- que por medidas desconhecidas não foi divulgado o seu nome -, foi forçado a passar por um ritual de magia negra pelo ex-padrasto que com ajuda de duas mulheres, injetou mais de 40 agulhas no corpo do garoto. Os objetivos do ex-padrasto seriam vingança contra a mãe da criança e um pedido para o casal ficar junto. Uma das agulhas perfurou o pulmão do garoto e as outras estão espalhadas pelo resto do seu corpo, até nas pernas. Uma tentativa de reaproximação conjugal não justifica nenhum ato desumano. A busca da paz não adiantará sem que antes as pessoas mudem seus costumes e deixem o egoísmo de lado. Cada um deve manter, primeiramente, a paz interior para que depois, tentar mudar a cor dessa sociedade negra, não seja nenhuma tentativa leviana. Fonte: G1 Pauta para: Cao Sem Plumas Por: James Pimentel :D

6 comentários:

Jéssica Trabuco disse...

Esse caso é um absurdo.
POstei sobre isso no meu blog também, porque eu não aguento mais viver numa sociedade assim, onde as pessoas vêem as outras vidas como um nada, e se acham deuses que podem fazer o que quiserem com os outros sem se importarem com a dor que poderão causar.
Acho que TODOS nós devemos fazer a nossa parte... isso já é muito!

Dimes disse...

Cara, o pior é saber que isso acontece todos os dias, em todo o mundo. O bixo-homem é indiscutivelmente a coisa mais complicada que se pode testemunhar. Mas ainda acredito na bondade humana.

Muito bom cara! Abraços!

Luan Fernando disse...

Vou falar uma coisa, eu a cada dia que passa me sinto menos brasileiro, não por vergonha, mas sim! Por falta de escolha! Não dá para admitir coisas assim, jamais!

Sofia Borges disse...

Eu acho que os ditos "poderosos do mundo" tentam resolver tudo, mas não conseguem. Vide o conferencia do clima.

Eles não arrumam seus proprios paises. Eles não arrumam suas proprias casas.. Eles não arrumam principalmente a si mesmos!

Então me diga, como arrumar o mundo?

Jana Barreto disse...

esse tipo de fanatismo é uma coisa inconsebivel. Mas me pergunto, que tipo de mãe é essa que não percebeu o que tava acontecendo? na certa, o garoto devia sentir muita dor e o fato de ele não querer sair com o padrasto devia ter servido como sinalizador. Não é julgando, mas quem é mãe tem que atentar a tudo, nem todo padrasto tem dom pra ser pai.

Debora disse...

Concordo com a Jana Barreto, que tipo de mãe é essa que não percebeu nada de estranho ou diferente. Eu estava lendo sobre este caso e vi ainda que outros casos parecidos como este já ocorreram em nosso país. É lamentável!