15/12/2012

Sou só um menino que não sabe escrever


Ele passava dias e noites a fio, pensando. Por tanto pensar, sua mente vagava imaginando a realização de cada sonho seu. Por bastante sonhar, escrevia. 

"Escrever é minha paixão", dizia sempre sorridente. Era apaixonado pelas letras. Não, pelas letras não! Na verdade, amava tudo o que motivava a sua pequena agenda a ser riscada, seja por uma mágoa ou uma situação feliz. O que importava era escrever.

Certo dia, se inscreveu em um concurso de contos. Candidatou o seu melhor texto e pensou "com esse eu ganho". Resultado? Perdeu.

Em um primeiro momento ficou triste, abalado, cabisbaixo. "Sou só um menino que não sabe escrever", pensou. Mas após algum tempo, outro concurso. Sua mente encheu-se de esperança novamente e cada dia que passava ele sonhava com o prêmio e com o reconhecimento do seu trabalho. Resultado? Perdeu.
E mais um concurso. Perdeu.
E outro. Perdeu.
Mais um outro. Perdeu. Com tudo isso, perdeu também a vontade de escrever.

Esse menino sou eu.



Lá vou eu passando por mais um momento de crise de adolescência com 21 anos. Sim, esse cara do texto sou eu. Participei de um concurso de reportagem essa semana. Queria muito ganhar o primeiro lugar por causa do prêmio, mas não deu. Eu sei que não vou desistir de escrever, mas preciso de uma boa motivação pra fazer isso. Enquanto ela não chega, fica o desabafo. Vou responder os comentários da postagem anterior em breve porque estou viajando hoje. Até!!!

6 comentários:

Esaú Maia disse...

Se vc precisa de uma motivação, lembre que vc não nasceu pra ganhar concursos. Seu talento foi dado para um propósito bem maior, por isso não permita-se enterrá-lo.

Abraço!

Rick disse...

É a vida. É preciso perder muito antes de ganhar...

Sobre escrever, não sei bem como é escrever bem. Pra mim sempre vai depender de quem ler, e nem todo texto vai ser bonito pra todo mundo. Entende?

Boa noite homem, "_"

Luísa Chaves disse...

James!
Não sei se você se lembra de mim, mas certamente me lembro de você! E quanta saudade senti de ler seus textos!

Parece que passei por aqui em um bom momento e não posso deixar de dizer: você sabe sim escrever! Por mais que muitas vezes sejamos desanimados a fazer aquilo que amamos, não significa que não sejamos bons o suficiente para continuar e nos tornar cada vez melhores, certo?

Acredite, se tem algo que você sabe fazer - e que pelo o que me lembro, eu gostava muito de acompanhar - é escrever! Então não desanime, existem milhares de concursos e textos maravilhosos por vi, ok?

Boa viagem! :*

Fernanda Pires disse...

Apenas não desista! Faça por e com amor que sua hora vai chegar! Muitas vezes escrevemos de uma forma que só agente entente, e as vezes nem isso. Esses momentos de desabafos que soltamos tantas palavras de uma vez que tudo acaba embolando. Mas é lindo! Cada um tem sua forma e não desista porque não ganhou um concurso, o mais importante é fazer por você. Um beijo!

Bruna Bianconi disse...

Quem nunca? Me identifiquei por causa do meu trabalho, meu trabalho é escrever e só eu sei quantos deles já foram recusados para campanhas e afins.

Isso acaba com a nossa confiança e coloca a gente em crise, mas a gente tem que se lembrar de não desistir.

Existe um potencial dentro de nós, isso é certo, por isso temos que continuar e ver no 'não' uma oportunidade para tentar algo novo, pra sair do comum para nós!

Que essa sua crise passe logo :)

Yohana Sanfer disse...

Olá moço! Cheguei hoje por aqui e inda não conheço a tua escrita. Mas queria deixar uma dica: não pare de escrever por isso. Não abandone uma paixão assim!
E acredite: é possível ter crises adolescentes até os 28!Ou mais...rs
Bjs