08/01/2012

Você é a perfeição que sempre procurei



Sempre imaginei ter uma namorada doce, inteligente, bem humorada, simpática, enfim, aquela lista de adjetivos clichês que todo adolescente na puberdade qualifica a pessoa perfeita. Tive várias oportunidades para realizar esse sonho, mas não acreditava que meu coração estava preparado para encarar um relacionamento. Com o tempo descobri que não era falta de preparo. Era, na verdade, falta de paixão. 

Peculiaridades a parte, quando finalmente me apaixonei por alguém, foi por uma mulher bêbada dormindo no canto no de um bar. Sua pele era de um tom branco acinzentado com algumas sardas vermelhas espalhadas pelo ombro. Seus cabelos ruivos harmonizavam perfeitamente com as bochechas vermelhas. Na mão direita um copo cheio de uísque e na outra um cigarro apagado. Seu rosto era o mais lindo que vi até hoje. 

Imaginei inúmeras situações que a tivessem levado a estar naquele estado. Talvez um amor não correspondido ou alguma discussão de família. Talvez seja natural que estivesse assim todos os fins de semana, e esse pensamento foi o mais perturbador. Se fosse verdade, ela seria completamente diferente da garota que sempre fantasiei. Mas ao observar seu rosto novamente, percebi que a perfeição que eu procurava não existia. Por ela talvez fosse possível superar os seus defeitos. E foi o que aconteceu. 

Seu nome era Camila. Menina decidida, personalidade forte, mal humorada de manhã e um doce a tarde. Chorava por um filme de romance, mas era capaz de matar por algo que lhe contrariasse. Bebia e fumava, mas com o tempo largou o vício em nome do nosso amor. 

Numa tarde de sexta ela me abraçou e perguntou: 
- Por que você me ama? 
- Porque você é a perfeição que sempre procurei.


7 comentários:

Nati disse...

Procuramos por tanto tempo a perfeição que quando encontramos nem conseguimos acreditar... Beijo

Debbys disse...

É difícil acreditar que não existem pessoas perfeitas, mas sim perfeitas pra nós! xD
bjss

Pegadas do Coração disse...

O amor superar tudo,inclusive, as imperfeições.

Zilda Mara Peixoto disse...

Olá.Essa é minha primeira visita ao blog.Vi seu link em outro blog e resolvi vir conhecê-lo.Adorei seu blog e já estou lhe seguindo.Seu blog é muito bem organizado e suas postagens muito bem elaboradas.Será mesmo que existe perfeição em alguma coisa ou alguém?Amo Pink e essa música ficou ótima com o texto belíssimo! Te convido a conhecer meu blog e segui-lo também.Aguardo sua visitinha!
Bjs!
Zilda Mara
@ZildaPeixoto
http://www.cacholaliteraria.blogspot.com

Jeniffer Yara disse...

Que lindo conto! A perfeição que idealizamos não é nada parecida com a real, sempre é assim.

Você escreve muito bem,e é claro que vou seguir por que já perdi muito não vindo aqui antes,haha'

Beijos

Ana Seerig disse...

Há pouco descobri que aquilo que idealizamos nunca é o que nos despertará o amor, mas sim o contrário disso. É engraçado como o que sempre nos parecem desinteressante, de súbito, parece encantador.

Belo conto!

Luan Fernando disse...

Como dizem por aí: o amor não escolhe.
Talvez seja um mistério que nunca resolveremos.