01/03/2011

Como um vento passageiro


Peculiar essa vida! Você conhece pessoas, abraça, beija, ouve histórias... Mas no fim é como se fossemos o vento: viajamos por entre flores, damos a elas bons momentos, depois tudo passa e só restam lembranças. Cada pessoa é como se fosse um cofre – guarda dentro de si um tesouro chamado coração. Em cada coração aprendizados individuais se acumulam, e quando compartilhados, um emaranhado de novos sonhos se formam com outros já existentes e nesse ciclo a vida prossegue. É ruim dizer adeus. É dolorido pensar que jamais poderemos voltar a ver a pessoas ou pessoas que tanto nos ensinou. Encontrar uma solução pra isso é leviano. Cabe a nós contemplarmos intensamente cada amanhecer, porque a qualquer momento o sol pode se por. Haverá um novo amanhã, mas não é certo que estaremos aqui para vê-lo.

Gente, esse post fiz em homenagem ao pessoal que conheci na cidade de Bacabal - Maranhão. Saudades imensas desse povo de Deus que me ensinou várias coisas. Voltei dai com o meu coração apertado só em pensar que jamais poderei vê-los novamente. Mas fiquei feliz por vocês fazerem parte de um pedacinho da minha existência. Amo a todos. Que Deus vos abençoe!

5 comentários:

Junior Ghutemberg disse...

Realmente é ruim, mais, nossa grande esperaça é que um dia estaremos juntos eternamente com o Pai!!!

@philipsouza disse...

O tempo voa mesmo qndo acordamos essas pessoas estão com caminhos diferentes, por isso é aproveitar o hoje e não o que virá amanha.

abraço

Carllos disse...

Também ameei ter conhecido todos voceees!!
Estãao akii óo ~~~~> ♥

Debbys disse...

gostei do texto, mas quem sabe vc ainda encontra com eles de novo.. xD
bjusss

@juusep disse...

Verdade, as vezes a gente encontra as pessoas, as vezes não. o tempo passa e tudo de repente muda, mas lições ficam para sempre! Pensa nisso! Beijo