17/02/2011

Acabou!


Era domingo e ela me ligou; ai, logo naquela hora! A tão sagrada hora em que eu deitava no meu sofá, assistia ao meu futebol, comia a minha pipoca e esquecia o mundo. Me limitei a responder “umrrum” e “anrram”, só pra mostrar que eu estava ligado na conversa, mas não desprendia os olhos de nenhum lance do jogo. A ligação estava meio ruim, mas no fala-fala de sempre ela disse algo que abalou com as minhas estruturas: ACABOU! É. Assim, do nada! A-CA-BOU! Dá pra acreditar?! Eu, no meio do meu divertimento semanal, recebo uma ligação da mulher que preenchera a minha vida durante três anos, dizendo que naquele momento nosso relacionamento estava chegando ao fim. O pior de tudo é que foi por telefone! Nossa, eu valia tanto assim que ela não quisera olhar nos meus olhos pra fazer tamanha covardia? Depois dessa ligação meu dia não foi mais o mesmo. Não tinha ânimo pra prestar atenção em mais nada do jogo. Aquela palavra martelava a minha cabeça; meus nervos se afloraram, em instantes não tinha mais expectativa de vida nenhuma. Logo eu, que detestava o fim das coisas. Nunca assisti ao capítulo final de uma novela, saía do cinema antes do filme terminar, só pra não saber o que era esse bendito ACABOU e agora ele acontecia assim na minha vida! Quando o Kadu apareceu aqui em casa foi que as coisas melhoraram. Não comentei nada que tinha terminado com a Lara, e ele e um grupo de amigos me chamaram pra sair. Não hesitei em aceitar o convite, afinal, o que me impedia de comemorar a vida com os meus amigos? E melhor, agora eu estava solteiro. Nada mais me prendia. Não tinha que dar mais satisfação. Não ia mais haver ninguém me ligando, monitorando os meus passos. Essa ideia acendeu uma alegria no meu peito e fui me divertir. Bebi tudo o que vi pela frente, peguei todas as mulheres que passaram por mim, mas isso não foi suficiente pra esquecer ela. O seu sorriso ainda estava nítido em minha memória. Era difícil aceitar que agora eu estava na condição de solteiro. Será que, se eu implorar, ela volta comigo? Mas se eu aparecer assim, ela vai dizer que só fiz isso porque estou bêbado! Enquanto me deleitava nesses pensamentos, olho pro canto do bar e lá está ela rodeada de amigas. Pronto, essa é a hora! Quando por fim tomei coragem e levantei da cadeira, um cara alto se aproximou dela e arrancou-lhe um beijo. E ela deixou. Não tive mais forças, chamei o Kadu e fomos pra casa. Os dias se passaram, a dor da perda ainda cutucava o meu peito, mas com o tempo consegui superar. Passei a me divertir mais com meus amigos, a aproveitar um tempo maior com a minha família, a passear mais com o meu cachorro. Foi assim que descobri que ainda estava novo de mais pra assumir uma vida a dois e que, quando esse momento chegar, já terei aproveitado bem mais daquilo que está ao meu redor. É. Ficar solteiro também tem seus momentos felizes; desde que aprendi isso, nunca mais voltei a beber!

14 comentários:

Thaís A. disse...

Nunca é fácil passar por isso, né?
Talvez, o único lado positivo seja justamente esse: aprender uma lição e levá-la sempre contigo.

lucas disse...

Ser solteiro também é benção. kkk

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

Bem, talvez alguém devia lembrar ao carinha que ele também nem deixou o jogo de lado por uns momentos pra conversar com ela, o que faz do término por telefone uma coisa menos ruim, rsrs.

Pelo menos os dois superaram, dos seus jeitos.

Luan Fernando disse...

Não vou mentir, nunca passei por isso. Estou no meio do meu primeiro verdadeiro relacionamento, até o momento está indo super bem, mas, é claro, que riscos de um relacionamento sempre existiram.

Para terminar, entre minha vida de solteiro, e da minha de namoro, prefiro do namoro.

Abraço cara!

Allan Penteado disse...

James assisti sim o filme, e não sei se já saiu em dvd, aqui quase não existe mais locadora rs. assisti pela net mesmo. Recomendo viu,um coisa que me chamou a atenção no comentário : eu não sabia que você tinha discípulos rs

A e enquanto ao texto, essa história é sua ou é um conto?

Clara disse...

A vida contonua, neh? Acho que sair com amigos é pegar todas é bem, atitude de homem mesmo. Se ele consegiu fazer isso numa boa já é sinal que ela não fazia tanta falta na vida dele.

Franck disse...

Ficção ou realidade? Fiquei aqui pensando...
Abçs*

Natália disse...

o término é muito doloroso. beijo

Debbys disse...

que dó! terminar namoro é realmente péssimo.. mas se não era pra ser, vc vai superar e achar a pessoa certa... xD
bjs

Infernos Quebrados disse...

Coitado , fiquei cun pena do bixin :( .

Thaina Farias disse...

Pelo menos o final foi de superação.

Tânia disse...

é isso aó, mocinho. o ciclo da vida.. começos e recomeços. o importante é que voce conseguiu seguir em frente(:

beijos, beijos.

Rafael R F disse...

Como disse a Tânia, é um ciclo mesmo. Cemeço e recomeço e assim sempre. Eu mesmo prefiro me preparar para o fim ja no começo do relacionamento. Houve um que eu notei o problema e mesmo com aquela dor de terminar, chagamos e olhamos um na cara do outro e falamos que era melhor o fim. Foi bom pois cada um seguiu seu rumo, foi ruim pois um mês depois ela colou aquela foto dando um beijo em outro, só pq era o fim da escola dela (e ela tinha que fazer algo né... =/) Enfim, ao menos eu já não estava com ela. Abraço

Pedro Menuchelli disse...

Bem, primeira vez aqui tambem e gostaria de falar que gostei do seu espaço. Você escreve com clareza e objetividade, o que te deixa seus textos muito fáceis de se entender, porém, com conteudo. Acho isso super legal. Pode ter certeza que vou voltar aqui mais vezes. Um grande abraço,

Pedro