01/09/2010

Cultura mutável?

A cultura, de um modo simplista, é um conjunto de elementos sociais adquiridos. Alguns destes são perpetuados de tal forma a se tornarem “lei” no meio onde são estabelecidos, sendo eles muitas vezes de razão inquestionável. A religião é o maior exemplo. Em contrapartida, a geração líquida está ativa para desmistificar costumes e questionar valores.

Dois rapazes musculosos encaram o papel de fingir ser um casal gay para dividir o apartamento dos sonhos. Um enredo “normal”, se não fosse pelo fato da trama acontecer na Índia, berço da religião muçulmana. A comédia Dostana, produzida pela bilionária indústria de cinema Bollywood, penetrou nos costumes do país.

Com 2 milhões de espectadores em duas semanas de exibição, o filme é o maior sucesso da temporada, principalmente pelo lançamento internacional ter sido em 2008, tempos de luto pelos atentados em Mumbai.

Moças de biquíni, rapazes sem camisa, a homossexualidade mostrada de maneira explícita. É notável como a indústria cinéfila mostra a suas garras ao tratar de um ato criminoso em uma comédia envolvente. Aos poucos uma cultura conservadora passa a se “encaixar” em um mundo onde as “posições” sociais estão cada vez mais definidas.

"O público indiano está menos conservador, e os produtores se arriscam mais. Por meio de uma comédia frívola, falamos de tolerância, e até a conservadora mãe de um dos personagens acaba aceitando o namorado do filho", disse à Folha Arun Nair, um dos produtores do longa. Na Índia, a homossexualidade é crime.

Pra recomeçar a falar de filmes novemente. Está aí, espero que gostem. Recomendo o filme também, é super engraçado e envolvente. Até!

10 comentários:

Italo Stauffenberg disse...

É fácil de achar? Tipo em locadoras e talz? Pq filmes de Bollywood não são muito bem aceitos no Brasil tendo em vista q o mercado mais explorado é o Hollywoodiano!

Mas fiquei afim de ver!

Allan disse...

Sei lá eu não veria esse filme não.

Janaina Barreto disse...

Caramba...
Eu vou falar que eu sempre adimirei a Índia, sabe? Não pelo moralismo exagerado (o que é na minha opinião), mas pela forma como eu acredito que eles levavam as coisas por lá. Sem tratar as pessoas como um pedaço de carne.
Mas, no fundo, todo país é um pouco brasileiro... rs Só espero que o cinema por lá não fique tão 'depravado' como o daqui.
Enfim, a história até que parece engraçadinha :)

Ana Seerig disse...

Nunca tinha ouvido falar nesse filme, mas se encontrar por ai pra locar, vou ver...

=D

Debbys disse...

Nunca tinha ouvido falar, mas quem sabe, se eu achar ele por ai eu alugue... tô precisando passar na locadora mesmo.. xD

bjusss

Erica Ferro disse...

É aquela coisa: quebrando tabus.

Que graça teria viver sempre na mesma, sempre com os mesmos preconceitos?

O lance é evoluir mesmo.

Queria ver o filme, rs.

Beijo.

Tiêgo disse...

Preciso assistir esse filme NOW (AGORA EM INGLÊS) ! Adorei o enredo, deve ser foda!

Abraço :)

Thaíse L. disse...

Nunca tinha ouvido falar desse filme.
Agradeço pelas suas dicas deixadas em meu humilde blog.
Beijos!

Cláudia Machado disse...

Também nunca tinha tinha ouvido falar desse filme, mas parece ser maravilhoso!
Preciso assisti-lo
Beijos!

Clara disse...

Não gosto muito de comédias modernas, não acho graça da maioria. Nõ sei direito em qual posição eu fico, se sou contra ou a favor dessa 'audácia'. Se tudo não fosse motivado por dinheiro e coisas sujas, eu veria com melhores olhos, acho. Gosto de mentes abertas!