05/05/2010

Futuro quase perfeito

Ao contrário do que muitos imaginam, meio ambiente não é somente aquele que não sofreu intervenção humana, mas sim o conjunto de coisas vivas e não-vivas, envolvendo também o espaço físico e urbano. Por usufruir do conforto e sustentabilidade trazidos por esse meio, cabia ao ser humano o total zelo por esse bem. Inverso a isso, o homem está sendo o responsável por total destruição desse meio chamado ambiente.

A natureza, parte essencial desse espaço, iniciou seu processo de formação há 4,5 bilhões de anos. Em todo esse tempo, a própria foi responsável pela adaptação e transformação ao ritmo do planeta. Por isso, ela atingiu o caos devido à falta de conservação.

A urbanização, citada anteriormente, é o processo em que a população migra do campo para a cidade e foi primordial para o início da devastação do planeta. Com o crescimento desse processo, milhares de hectares do ecossistema foram extintos. Esse desequilíbrio ecológico foi o responsável pelo que aconteceu no Haiti em 12 de janeiro. Um forte terremoto de magnitude 7 na Escala Richter foi responsável por 200 mil mortes.

Ao passo que o cenário urbano ia se desenvolvendo, os aterros sanitários e os lixões não foram suficientes para atender a demanda da população. Com isso, a saída foi despejar o próprio lixo na rua em jogá-lo em riachos, rios e mares. Os frutos desse ato são colhidos aqui mesmo no Brasil, com as enchentes devastando as cidades como, por exemplo, o Rio de Janeiro, que conseguiu o título de quinta enchente mais fatal já acontecida no mundo.

Um dos produtos da urbanização foi a triplicação do lançamento de gases poluentes na atmosfera. A acumulação desses gases fez com que o efeito estufa se agravasse em maior retenção de calor. Isso resultou no “ferimento” da camada de ozônio, a que protege a terra contra raios solares, tornando o planeta mais quente, e consequentemente, aumentando o volume dos mares que futuramente, inundará cidades litorâneas, extinguindo-as.

Milhares de campanhas de educação ambiental já foram divulgadas e difundidas em todos os campos da sociedade. Se, individualmente, essas teorias fossem aplicadas desviando a atenção da manifestação colérica da natureza e atentando mais a, por exemplo, plantio de novas árvores, separação do lixo para reciclagem, ao lançamento de esgoto nos rios e riachos etc., essas catástrofes seriam diminuídas e, assim, o bem estar e a garantia de vida seriam um retorno. Segundo os ditos populares: Ignorante é aquele que sabe e se faz de tonto.

Ôh saudade daquiiii. Gente, obrigado aos que nunca me abandoram \õ. Enfim, esse é o meu texto da prova de amanhã. Vou ler ele na sala. Serão avaliados minha dicção e o meu poder de agumentação. Será que depois disso tudo, você vai começar a preservar o meio ambiente? Fica a dica. Abraçooos

9 comentários:

Yasmin F. disse...

"Ignorante é aquele que sabe e se faz de tonto."
Eu não vou dizer que estou dentro dessa frase, mas vamos dizer que uma parte está!!

Aliás, eu sou a frase, tenho que mudar isso! =X

Biazynhah disse...

Essas enchentes que está tendo está acabando com tudo,e esse texto serviu para alertar o porque está acontecendo.
Fiz até um post mais ou menos sobre isso, na verdade é uma idéia que tive para alertar as pessoas.
se der dá uma conferida.bjss
http://cantinhodoescritoreleitor.blogspot.com/2010/05/sem-muita-coisa-para-falar-mas-cheia-de.html

Igor disse...

Estava assistindo no Discovery Science um documentário que tratava do aumento do número de catástrofes naturais nos ultimos tempos. Segundo os estudiosos, o número de terremotos quadruplicou nos ultimos anos, e uma das teorias formuladas diz que o buraco na camada de ozônio causado pela emição de gases provocou um aquecimento global, que levou ao derretimento das calotas polares, o que, por sua vez, aumentou o volume dos oceanos. O peso excessivo comprime as placas tectônicas gerando terremotos mais violentos.

Achei isso fascinante!

O planeta é um grande organismo vivo e os fenômenos estão todos conectados. Nada é fechado, mas tudo se conecta de forma intrínseca. A natureza é inteligente. É sabido que os fenômenos naturais considerados violentos (tempestades, raios, furacões, incêndios, terremotos etc.), na verdade são responsáveis pela manutenção do equilíbrio, que é vital para a Terra.

Diante disso, cheguei a uma conclusão pessoal: o maior responsável pela desordem das "coisas" se chama dinheiro. Graças ao capitalismo e à industrialização (que não são de todo nagativos), passou-se a explorar os recursos naturais de forma exacerbada, desequilibrando o sistema natural. A tecnologia e os avanços que nos permitem compreender e intervir de forma paliativa sobre as respostas da natireza à esse desequilíbrio jamais resolverão a questão ambiental, simplesmente porque não tratam a causa da desordem, mas as consequências. E eu realmente duvido muito que isso venha mudar tão cedo (infelizmente), pois o capitalismo é forte e só assimila algo quando é conveniente a ele (inclusive, o "movimento verde" atual é resultado dos danos e perdas nos lucros provenientes de desastres severos como o terremoto do Haiti).

Finalizando esse "comentário-texto" (hehe), deixo uma pergunta feita em um congresso sobre vida sustentável: "Todo mundo 'pensando' em deixar um planeta melhor para nossos filhos... Quando é que 'pensarão' em deixar filhos melhores para o nosso planeta?".

Debbys disse...

Eu já preservo dentro das minhas possibilidades.. xD
e eu adoreii!! ficou mt bom mesmo! espero que se saia bem xD
bjsss

Luiza disse...

Como diz meu professor, essa redação faz estilo "desfile beija-flor". Não sei se acompanha o Carnaval do Rio, mas a Beija-flor nem sempre (ou quase nunca) inova no desfile, mas é impecável, porque é toda correta no que faz. Vem perfeita, falando do tema, no tempo certo, enfi, sem erros. Espero que tenha se dado bem. Depois conte aqui!
Só uma coisinha: o terremoto no Haiti nada tem a ver com a ação antrópica.

Patricia disse...

desastres naturais por todos os lados em 2010. até aqui no rio teve mais água que em muito mar e tragédia. acredito que boa parte desses acontecimentos seja culpa de todos nós que simplesmente não temos uma relação correta em relação ao lixo. temos uma deseducação. desde a distribuição de panfletos ao palito do picolé que erramos ao tentar acertar na lixeira e deixamos por ai para entupir bueiros. não há política, obra, investimento $ que dê jeito no bicho homem, bom pelo menos não ainda.
beijo*

sarah disse...

O meio ambiente, o ambiente em que vivemos todos os dias na minha opinião já fostes esquecido de uma certa forma. As pessoas estão tão ocupadas com si mesmas, com seu trabalho, família, dinheiro, que acaba esquecendo que o meio onde vivemos e devemos cuidar para realizar todas as outras áreas da nossa vida está danificado! É triste saber que isso tudo que foi criado por Deus e que és tão lindo irá acabar e mesmo assim nao soubemos cuidar da maneira que deveriam..

texto perfeito, completo !
parabéns querido.

Ministério da saúde disse...

Caro blogueiro,
A vacina contra Influenza H1N1, vírus que já matou 1.632 brasileiros, está disponível nos postos de saúde pública de todo o Brasil para pessoas com maior risco de desenvolver a forma grave da doença. A vacina foi testada, é segura e mais de 300 milhões de pessoas já foram imunizadas com esta vacina no Hemisfério Norte. Nesta segunda, 10 de maio, começa mais uma etapa da campanha, voltada agora para a vacinação da população de 30 a 39 anos e idosos com doenças crônicas da região Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. As gestantes poderão se vacinar até o dia 21 de maio.


Por isso, é muito importante contar com a sua colaboração! Você pode ajudar por meio de materiais que disponibilizamos especialmente para blogs.

Para mais informações sobre como se tornar um parceiro, escreva para fernanda.scavacini@saude.gov.br

Atenciosamente,
Ministério da Saúde

Ministério da saúde disse...

Caro blogueiro,
A vacina contra Influenza H1N1, vírus que já matou 1.632 brasileiros, está disponível nos postos de saúde pública de todo o Brasil para pessoas com maior risco de desenvolver a forma grave da doença. A vacina foi testada, é segura e mais de 300 milhões de pessoas já foram imunizadas com esta vacina no Hemisfério Norte. Nesta segunda, 10 de maio, começa mais uma etapa da campanha, voltada agora para a vacinação da população de 30 a 39 anos e idosos com doenças crônicas da região Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. As gestantes poderão se vacinar até o dia 21 de maio.


Por isso, é muito importante contar com a sua colaboração! Você pode ajudar por meio de materiais que disponibilizamos especialmente para blogs.

Para mais informações sobre como se tornar um parceiro, escreva para fernanda.scavacini@saude.gov.br

Atenciosamente,
Ministério da Saúde